INTRODUÇÃO

O que é INTERMÁTICA


Antes de mais nada é bom deixar bem claro que...
...Intermática NÃO É Informática.
Na realidade a Intermática surgiu, no Sistema Anglo de Ensino, há alguns anos, partindo-se da idéia de como aproveitar o Laboratório de Informática, que a esmagadora maioria das escolas instalou mais por uma questão de marketing do que por motivos pedagógicos, de uma forma inteligente e útil para o desenvolvimento intelectual do aluno.
O "Inter" que aparece no início do neologismo, não vem de Internet mas sim de Interdisciplinaridade, termo que ninguém sabe muito bem o que significa e muito menos como operacionalizar.
A idéia inicial foi a de se elaborar propostas (que atualmente denominamos "tarefas") que provocassem pesquisas, tanto na biblioteca da escola (muito pobre, infelizmente, na maioria dos casos) e na Internet (biblioteca virtual muito maior mas nem sempre confiável).
Após uma fase de pesquisa (pesquisar não é procurar... é APRENDER) o aluno e sua equipe eram (e ainda são) incentivados a montar um trabalho cujo principal objetivo não fosse "tirar nota" mas sim ensinar algo de útil e/ou interessante para outras pessoas.
Esse trabalho interdisciplinar pode ser apresentado na forma de um site na Internet ou, ainda, como cartazes e/ou experiências a serem expostos na escola.
No primeiro ano pensou-se, até, dada a precariedade da conexão com a Internet (que poucas escolas possuiam) em se colocar "espelhos" de sites em um CD de forma a simular uma pesquisa na rede mundial.
Hoje, a maioria das escolas dispõe de banda larga tornando desnecessário o uso de um CD.
A relação desses sites está na Internet (aqui no www.intermatica.org), na seção ESCOLAS, o que facilita, inclusive, a atualização muito mais freqüente do que a que ocorria apenas anualmente na queima do CD.
A melhoria das condições de comunicação com a rede facilitou, e muito, a possibilidade de se operar a Intermática nas escolas.
A disseminação e a evolução das conexões, porém, acabou gerando um problema gravíssimo, do qual somente agora alguns psiquiatras e educadores estão se dando conta:
"O uso imbecil da Internet está imbecilizando (sim, literalmente IMBECILIZANDO) toda uma geração de crianças e adolescentes."
Apenas para sentir a gravidade da situação, visite alguns dos links a seguir:

    http://www.netaddiction.com/resources/internet_addiction_test.htm
    http://psychcentral.com/netaddiction/
http://www.facebook.com/pages/Netaddictioncom/136696902621
    http://ohioline.osu.edu/flm02/FS12.html
http://www.proad.unifesp.br/dependencia_internet.htm
http://www.dangersofinternetdating.com/articles/netaddiction.htm
http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2008/04/09/422247/icio-em-internet-ja-e-comparado-dependncia-quimica.html
http://www.tecmundo.com.br/3970-tratamentos-para-vicio-em-internet.htm
http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI813981-EI4802,00.html

No início da década de 90, um de nós (Pierluigi) quase foi linchado por ter publicado um alerta nesse sentido na revista PC Magazine.
Infelizmente suas palavras foram proféticas. Leia uma reprodução desse artigo clicando aqui:

IDIOT PROOF

Pois bem, 15 anos depois,  o professor americano Mark Bauerlein publicou um livro (The Dumbest Generation) onde mostra que a geração atual de adolescentes, apesar de receber mais informações do que gerações anteriores, não tira o menor proveito cultural disso, pelo contrário. Leia uma reprodução de uma entrevista do autor publicada na Revista Época em 2008:

O americano de 16 anos é um idiota

O excesso de mundo virtual fez nosso jovens perder o contacto com o mundo real.
O único mundo virtual que apresenta grandes vantagens ao ser visitado é o dos livros. Pois esse foi completamente abandonado pela trilogia da deficiência mental: a TV, o Vídeogame e o bate papo na Internet!
Isso não é exagero: O Dr, Glenn Wilson e sua equipe do King's College de Londres verificaram que o uso da Maconha produz uma perda média de 4 pontos no Q.I. ensquanto que a forma compulsiva com a qual a Internet está sendo utilizada pelos jovens chega a reduzir 10 pontos, ou seja, mais que o dobro!

http://www.techdo.com/marijuana-is-less-dangerous-than-email/


Portanto, repetimos a pergunta inicial: "O que é Intermática?".
É uma tentativa que tem funcionado para que o computador e a Internet se tornem instrumentos de aumento no nível de INTELIGÊNCIA das crianças e dos jovens contrabalançando a terrível tendência à imbecilização.
O material foi preparado para ser utilizado no antigo Ginásio (hoje denominado, só Deus sabe o porquê, de Fundamental II). Apesar de insistentes pedidos das escolas envolvidas no projeto Intermática, relutamos em aplicar a Intermática no Primário (que pelos mesmos estranhos e insondáveis motivos é hoje denominado de FundamentalI). O máximo que nos permitimos é projetar algo para a 4ª série (misteriosamente rebatizada de 5º ano!) já que, em nossa opinião, uma exposição demasiadamente precoce à telinha traz sérios problemas no desenvolvimento intelectual da criança.
Muitos dos trabalhos pedem atividades manuais, na base do "recorte e cole" de forma a trazer para o concreto aquilo que está apenas atrás de uma tela.



Talvez isso permita resgatar um pouco o sentido de "mundo concreto", de "trabalhos manuais", coisa difícil de acontecer numa sociedade que se permite o crime de vender pipas prontas nas lojas de 1,99!

CONTACTO COM OS AUTORES

É indispensável que os professores que estejam trabalhando na área de Intermática possam ser rapidamente contactados para que as novidades sejam comunicadas rapidamente. Para tanto mande seu nome e um breve descrição de suas características e da escola em que leciona para:
intermatica2001@gmail.com
a partir de uma conta de e-mail para a qual possamos responder, enviando notícias.

Finalizando, gostaríamos de lembrá-los de que existem apenas dois tipos de pessoas nesse mundo, e isso engloba tanto alunos quanto professores:

Os que lêem livros... e os idiotas!
4ª série (5º ano) 5ª série (6º ano)
6ª série (7º ano) 7ª série (8º ano)
8ª série (9º ano) ENSINO MÉDIO
TEMAS ADICIONAIS